Baixada Fluminense
Municipalidade

IPTU 2024: Nova Iguaçu alerta contra golpes

A prefeitura de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, já está enviando as e-cartas do IPTU 2024, e para este ano adotou uma mudança nos carnês.

Compartilhe:
26 de janeiro de 2024
Matheus Gagliano
IPTU 2024: Nova Iguaçu alerta contra golpes
Município de Nova Iguaçu está distribuindo as e-cartas aos moradores da cidade. Foto: Divulgação/Prefeitura

A prefeitura de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, começou a enviar as e-cartas do IPTU 2024, o Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana, e para este ano adotou uma mudança nos carnês, seguindo o mesmo caminho de outras cidades da região metropolitana. Por isso, alerta a população para ficar atenta para não cair em eventuais golpes.

“As pessoas devem estar atentas ao código de barras. É no segundo grupo de números, do quinto ao oitavo dígito, que está a sequência que informa quem é o beneficiário. No caso da Prefeitura de Nova Iguaçu, o código é 2911. Além disso, no ato do pagamento deverá aparecer o nome da prefeitura como beneficiário”, alerta Fabiano Muniz, secretário municipal de Economia e Finanças.

De acordo com a prefeitura, ao abrir a correspondência, é fundamental que o contribuinte verifique a autenticidade da e-carta antes de efetuar o pagamento, que pode ser pelo código de barras ou via Pix. De acordo com o layout adotado pela Federação Brasileira de Bancos na utilização de código de barras para arrecadação ou recebimento, há uma sequência de números que indica para onde o banco recebedor irá repassar as informações e o crédito.

Nova Iguaçu substitui carnês de IPTU

Além das e-cartas entregues aos contribuintes, outra forma de ter acesso aos boletos é requerer a emissão da segunda via diretamente na Central de Atendimento ao Contribuinte, localizada no andar térreo da Prefeitura, na Rua Athaíde Pimenta de Moraes 528, Centro, ou via internet, acessando o Portal do Contribuinte, no site da prefeitura.

A substituição dos antigos carnês pelas e-cartas gerou economia de aproximadamente 50% no custo das emissões de boletos aos cofres públicos. O contribuinte que receber uma correspondência com características fraudulentas deve, imediatamente, registrar ocorrência na delegacia mais próxima e procurar a Central de Atendimento ao Contribuinte para solicitar a segunda via para o pagamento do tributo.


Quer receber esta e outras notícias diretamente no seu Whatsapp? Entre no nosso canal. Clique aqui.