Capital
Luto

Morre o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães

Morreu nesta segunda-feira (29) o embaixador e ex-ministro Samuel Pinheiro Guimarães Neto, que faleceu aos 84 anos em sua residência em Brasília (DF).

Compartilhe:
30 de janeiro de 2024
Matheus Gagliano
Morre o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães
Samuel Pinheiro Guimarães foi ainda ministro nos primeiros governos do presidente Lula. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Morreu nesta segunda-feira (29) o embaixador e ex-ministro Samuel Pinheiro Guimarães Neto, que faleceu aos 84 anos em sua residência em Brasília (DF). Nascido no Rio de Janeiro em 1939, Guimarães Neto desempenhou papéis considerados chave na política externa brasileira ao longo de décadas.

O falecido diplomata graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil (atual UFRJ) em 1963, na capital fluminense, ano em que ingressou no Ministério das Relações Exteriores. Além disso, obteve o título de mestre em economia pela Universidade de Boston em 1969, de acordo com dados da Agência Brasil.

Guimarães Neto foi secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores entre 2003 e 2009, posteriormente ocupando o cargo de ministro chefe de Assuntos Estratégicos de 2009 a 2010, tudo na primeira passagem de Luiz Inácio Lula da Silva pela presidência. Sua contribuição também se estendeu como Alto-Representante Geral do Mercosul de 2011 a 2012.

Papel fundamental de Samuel Pinheiro Guimarães

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o falecido diplomata desempenhou um papel fundamental na formulação e execução da política externa brasileira nos primeiros dois mandatos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ministério destacou sua contribuição na formulação de políticas de integração regional, especialmente no que diz respeito ao projeto do Mercosul, e na defesa da importância estratégica da relação com a Argentina.

O presidente Lula prestou homenagem a Guimarães Neto, descrevendo-o como um dos mais importantes diplomatas de sua geração.

“Tive o prazer e a honra de conviver e trabalhar com Samuel nos meus dois primeiros mandatos como presidente da República e depois como ex-presidente. Nesse momento de despedida, meus sentimentos e solidariedade aos familiares, amigos, alunos e colegas de Samuel Pinheiro Guimarães”, expressou Lula em suas redes sociais.


Quer receber esta e outras notícias diretamente no seu Whatsapp? Entre no nosso canal. Clique aqui.